Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

NÃO PAGUEI AO PEDREIRO, PAGUEI POR ISSO

Há uns dois anos minha mulher cismou de fazer uma obra aqui em casa, cismou que tinha que ficar pronta antes do final do ano.

O pedreiro de nossa confiança, que sempre fez os trabalhos aqui em casa, estava ocupado e não pôde fazer a tal da obra.

Minha mulher, teimosa como sempre, foi até um prédio que estava sendo construído e perguntou se tinha algum pedreiro que se interessaria em fazer o trabalho.

O cara fez o trabalho e ficou uma M. Falei pra ele consertar... ele disse que não consertaria, porque achava que estava bom...Então eu disse que não pagaria o trabalho até que consertasse o que fez.

Ele foi cobrar o serviço a minha mulher... contou um monte de histária, dizendo que estava precisando do dinheiro para visitar a família dele no final do ano. Com isso a minha mulher ficou enchendo o saco para que eu pagasse ao cara.

Passou a virada de ano.. eu já tinha esquecido o assunto... o cara voltou a perturbar a minha mulher... Mas dessa vez ele não queria dinheiro.. .queria o pagamento de outra forma....

E o pior...com um papo de pobre coitado...que estava longe da mulher... conseguiu convencer a minha a mulher a colaborar. E ela ainda disse que culpa era minha.. .Se eu tivesse pago... isso não teria acontecido.

Claro que assim que soube fui procurá-lo..rolou muita discussão.. muito bate-boca...e entrei na porrada.E ainda ameaçado com um peixeira...se voltasse a perturbar ele. Preferi esquecer o assunto...

Um mês depois, um dia à noite, eu tinha acabado de chegar do trabalho e estava em casa sozinho tomando banho. Um dos caras da obra trouxe um recado dele dizendo que ele queria falar comigo. Voltei o recado na mesma hora dizendo que não tinha nada a falar com ele. O recado voltou na mesma hora: ou eu ia lá, ou ele vinha aqui. Então tive que ir até obra onde ele trabalhava de dia e era vigia a noite.

Botei uma bermuda e segui o menino de recado. Chegando lá ele bateu à porta da obra e safado abriu e mandou que eu entrasse. O moleque de recado quis entrar também, mas ele mandou ele dar umas voltas, já que ele tinha que conversar comigo em particular.

Ele veio com a mesma conversa que teve com a minha mulher. Claro que mandei ele ir a M... e fui em direção a porta. Sá nessa hora entendi a intenção dele.

Fui apresentado de novo à peixeira... sá que dessa vez numa situação bem pior.

Claro que como bom comerciante, parti pra negociação... Quebrei a cara... ordem expressa... fica pelado logo.

Quero tudo...comi sua mulher e quero comer você também... Vou voltar pra minha terra mês que vem, mas antes quero fazer isso com você.

Com uma atitude desesperada dei um chute na mão dele e a peixeira caiu, mas levei um tapão no meio da cara, que já cai em cima da cama dele... claro que ele nem deu tempo para eu me levantar... Já caiu em cima... já tentando tirar a minha bermuda.

Sá que a bermuda era de elástico na cintura e ele conseguiu tira-la. Sabe como é.. o cara trabalha com obra...era muito forte.. e o pior... eu não estava de cueca. Tirou a bermuda, fiquei pelado da cintura pra baixo.

Se levantou, segurando a minha bermuda e dizendo... “Então vai colaborar ou não ??? Sua mulher foi bem mais fácil”

E sem me deixar responder, foi logo dizendo, vamos começar com a mamadinha...

Como ele gozou sá com a mamadinha... pensei.. beleza.. .vai me deixar ir embora.

Perguntei, posso ir embora agora... ele logo respondeu.. P... nenhuma, agora que vai começar... vamos passear na obra.

Mas eu vou assim ?? Claro que não... tira o resto... e sem gracinhas, se não rasgo o seu rabo com essa peixeira. Deixou eu ir de tênis e meia.

A obra estava toda às escuras, mas o segundo andar era iluminado pela luz da rua... e o pior aconteceu... vamos pra janela....

Me abraçou e colocou a peixeira no meio do meu rego e começou a chupar e morder os bicos dos meus peitos.. como ele era mais baixo... ficou na altura certa.

Não sei por que, nessa hora comecei a tremer, quase não conseguia ficar de pé... Ele disse, isso deve ser tesão... está se entregando...já deve estar doida pra tomar no rabo... Tive que dizer que sim...

E se quiser que eu use camisinha, bota você ela no bicho.. e acho bom você dar uma babada boa nele, se não ele vai machucar o seu rabinho.

Perguntou se era a primeira vez... eu disse que sim.. Ele disse, mentira !! Você tem cara de viado... que já tomou muito nesse rabo.

Ficou falando um monte de besteiras: você é frouxo... Virou corno e vai virar mulherzinha do mesmo homem.

Chegou a hora fatídica... mão na janela... e arreia o traseiro por que o seu macho é baixinho.

Eu arriei a cabeça... fiquei olhando pro chão... Na mesma hora ele deu um tapa na minha cabeça, mandando olhar pra rua.

Ele me comeu três vezes, cada uma num andar diferente e janelas diferentes.

Voltamos pro alojamento, perguntou se eu queria tomar alguma coisa.. ao que disse que não... Sá queria ir embora. Mas antes de ir embora disse que a práxima vez não fizesse tanto jogo duro e que viesse depilado e de calcinha.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos eroticos de mae chegando a cagar dando o cucontoseroticosirmasMinha mulher adora reparar na piroca dos machostransando com o primo gay contocontos eroticos arrombando a gordaconto primeira vez com meu irmao travesticonto estupradatirei o c******** da minha enteada Camilahistoria erotica 2018 nobinho que mulher casadaconto perdi o cabaço com minha professora no sitiocontos minha mae a putona do bairrocontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos eles esta durmindoLóira safada narra conto metendo na coberturaContos eróticos bdsmconto erotico irmaContos pornos de incesto-fodi minha mulher e nossa filha juntasconto erotico facilitei para fuderem minha mulhercontos eróticos transando com o cara do carnavalcunhadinha provocando seminua dentro de casacontos de sogro comendo a noracontos eroticos nunca penseivizinho casado comeu minha buceta/contocolo do velho. contocontos eroticos corno mansoa minha cunhada casada e saia justa contos com fotosconto erotico do silvio santoscontos eroticos lesbicas cintaconto erótico homem castradoas nifentinhas dos seios lindoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecilindro meloso gostosoContos eroticos de negros dotadosconto erotico sou madura cadelaconto erotico fui no pagode e comi um travesticontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos eu pequenadoutor esporreando muito no travedticonto novinha na surubaSou a cadelinha do meu cão contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteamor quero chupar sua buceta toda gozadinha e cheia de porra de outrocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos arrombando a gordacontos de novinha com coroatoda noite de madrugada ele me bulinava conto eróticoscontos eróticos Isabela e sua mãegozando no colo do papai contosestrupada contoscontos eróticos meu marido foi para o estádio ver o jogopagou pra cunhada,sobrinha,enteada,pra chupar caseirocontos eroticos com mae e filho e pai assistindocache:LLg3rwatgfAJ:https://okinawa-ufa.ru/m/conto_26618_minha-transa-na-festa-com-um-menino-mais-novo.html cuzinho de irma relatocontos eroticos engravidei do meu filhocontos gay chupei o pau do borracheirocontos tio colocando bolinha no cuzinhofilho da ola grande fudendo abuceta da eguagordão rabão conto eroticorelatos reais eróticos - saciada em casaSexo com a tatuada contocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos com enteadaeu meu marido e a ex noiva lesbica delecontos esposa fodendo com amigocontos eróticos de cunhada que foi encoxada pelo cunhadocontos minha filha gemia no quarto delacontos eroticos arrombando a gordabronzeamento com a amiga greluda contonegro pirocudo contos eróticocontos mãe puta filha putacão comendo amandagorda acima de 100kg rebolando o bumbum bem gostosocontos eróticosperdendo as pregas do cuzinhocontos eroticos arrombando a gordaconto erotico mae onibus lotadoo militar tirou minha virgidade contos